sexta-feira, fevereiro 26, 2010



Sentada em seu cantinho secreto, na areia a beira mar, vendo o nascer do Sol; Ela perguntava-se sobre seu tempo. Sua maior certeza foi que Ela amou demais, sem medidas, cega e insanamente.
Seu maior erro talvez tenha sido ter se doado por inteira sem perceber que recebia, muitas das vezes, pela metade. Mas, no fundo Ela sabia que tinha outra coisa bem clara em sua mente, embora quisesse que estivesse escura ou ao menos nublada; sua maior dúvida era será que Ela sempre o amará?


Apesar de muitas vezes Ela querer ter uma varinha mágica que a fizesse voltar no tempo; Ela sabe que isso é impossível, o que foi ficou para trás.
Como um amor imenso, jurado e tatuado no eterno e no infinito, pactuado no “para todo o sempre”, pôde acabar? Assim! Do nada!? Como em um estalar de dedos Ela viu sua vida desmoronar, seu chão se abrir, seu coração sangrar, seu corpo paralisar e Ela despencar.
Então, só resta a Ela relembrar, sonhar acordada sobre tudo que foi e se questionar se sempre será?


By Mi§§ (Dezembro - 2009)

5 Delirando:

Alma Inquieta disse...

Olá!

Gostei do teu blog e da forma como escreves!
Sabes o que penso... melhor viver de recordações porque teve um grande amor do que não ter nada... nem recordações...!
Quem sabe um amor maior a espera???

Beijos de Portugal.

Alma Inquieta disse...

Olá linda!

Tentei comentar o teu outro blog e não consigo... não deixa...
fiquei seguidora, mas não consegui mais...
http://cantinhodamissrj.blogspot.com

beijos.

Desabafando disse...

Achei lindo esse post..como o mar nos propicia tantas reflexões não? Já me peguei sentada na areia pensando coisas parecidas, sobre o que foi, sobre o que será, sobre como será...rsrsrs...

Obrigada pela visita, volte sempre que quiser.

Eduardo disse...

Lindo texto

Saboroso e salgadinho como a água do mar

è bom ler-te

Beijo e bom fim de semana

Hod disse...

Ei, Missm vendo essa imagem novamente agora, em Lótus com ambas mãos em Mudras comtemplando esse marzão lindo, penso que nunca é erro quando alguém se dá por inteiro. É coragem. Seu texto abrange e amplifica os sussurros da alma.

Bastante contente por sua visita e sentimentos que deixou em minhas atmosferas.

Beijo, bom final de semana com muitas bençãos.

Alôha,

Hod.