segunda-feira, abril 05, 2010

A madrugada se faz presente,
E a sua ausência me tira o sono,
Meu corpo gélido clama pelo seu,
Minhas mãos te procuram,
Mas você não está.

Meus olhos escorrem lágrimas de saudade.
Minha boca te chama em silêncio.
Meu coração entra em ebulição e pulsa você.

Que o fogo do meu amor se alastre até você.
E as labaredas do seu corpo caminhem até mim.
E que nossas almas se incendeiem nessa saudade sem fim.

By Mi§§ - Janeiro 2010

8 Delirando:

Desabafando disse...

Lindo poema!

Barthes disse...

Me dê a tua saudade,porque tenho dela a outra metade.Bjosss...
http://barthes-fragmentos.blogspot.com

Barthes disse...

Me dê a tua saudade,porque tenho dela a outra metade.Bjosss...
http://barthes-fragmentos.blogspot.com

Barthes disse...

Me dê a tua saudade,porque tenho dela a outra metade.Bjosss...
http://barthes-fragmentos.blogspot.com

DESASSOSSEGADA disse...

Nao miss nao te odeio por isso somos livres pra amar e odiar.

O que seria do mundo se todos fossem iguais??

Bjo

Crys disse...

Amiga, agora que já estou quase boa, vamos marcar pra gente sair, voce está precisando se divertir, dançar e rir a noite toda...vai ver como é bom...bjs linda...

Juliana Lira disse...

Eita querida!Conheço essa saudade aí, dói...
Nossa!Ainda bem que saudade não mata não é?Não mata , mas faz sofrer.
Força aí

Milhões de beijos

A.S. disse...

Belo! Intenso! Sensual!... Excitante!
Cada silaba tem a suavidade de uma caricia deslizando sobre a pele...
Afff...


BeijOOO
AL